* Este blog luta por uma sociedade mais igualitária e justa, pela democratização da informação, pela transparência no exercício do poder público e na defesa de questões sociais e ambientais.
* Aqui temos tolerância com a crítica, mas com o que não temos tolerância é com a mentira.

domingo, 14 de março de 2010

Fórmula 1 - Bruno Senna começa bem, maaaas a Glooobo...continua a mesma bosta

Bruno Senna

Hoje começou a temporada 2010 da formula 1, como todos sabem. Promete ser interessante, mas já temos uma má noticia: O Galvão-babão anunciou, todo lépido e fagueiro, que renovou seu contrato com a Globosta por mais 5 anos.

Vejam o que aconteceu com o estreante Bruno Senna. Largou, completou umas 20 voltas, quebrou, tudo OK. Aí, deu entrevista ao competente Carlos Gil, e explicou a quebra, o fim de semana, a estreia. Então, a babaquice global comandada pelo pateta-mor fez com que Gil, constrangido, fosse obrigado a mandar um abraço lá da cabine e de todo o povo brasileiro e a perguntar sobre a “emoção de largar” etc. Claro que os bobões queriam que Bruno chorasse, falasse que na hora da largada tinha lembrado do tio, que era um momento muito emocionante, inesquecível, que a memória de Ayrton era tudo em que ele pensava naquele cockpit apertado e solitário, que sentia a presença do tio com ele, que era impossível não se transportar no tempo para aquelas manhãs de domingo…

Mas Bruno, que é piloto de automobilismo e não um babaca profissional, falou apenas que para ele, na verdade, “a corrida estava chata, sem disputa”. Falou também que a equipe tem de aprender, que os problemas são comuns, que não teve “nada de emocionante”, não citou o tio, não caiu na tentação de vender emoções baratas, quebrou as pernas globais.

Mandou muito bem o Bruno Senna, ganhou ponto comigo. Que não seja mais um fantoche do Globosta como Rubinho, senão vai virar piada mais tarde.

Depois a corrida seguiu, e a “Trinca-Dinâmica” (Galbabão/Refinaldo/Burtiá) entra em ação para expor sua “revolta” com a Ferrari quando o engenheiro mandou Massa maneirar para poupar o motor. Após a corrida na coletiva o Felipe disse que andou 30 voltas com problemas de super-aquecimento e que se não poupasse o carro iria ficar sem gasolina pra ir até o fim devido o aumento do consumo.

Por fim o Galvão-narrador-pastelão chegou a cúmulo de narrar a vitória do “príncipe das astúrias” uma volta antes.

Preciso urgentemente encontrar uma forma de ver as corridas de F1 com áudio original – alguém tem alguma dica?

Um comentário:

  1. talvez tenha canal d f1 nesse site no dia da corrida.
    www.veetle.com

    ResponderExcluir